As
principais referências nacionais na produção de calçados e acessórios estarão
reunidas neste mês em Gramado (RS). A cidade sedia, de 25 a 27 de maio, a XXIV
edição do SICC – Salão Internacional do Couro e do Calçado. Principal feira do
setor realizada no país, o evento reúne cerca de 360 expositores, que
representam 1,7 mil marcas de destaque no mercado nacional, que se encontrarão
nos pavilhões do Serra Park para as negociações. A expectativa é de que 15 mil visitantes
circulem nos pavilhões durante os três dias de feira.

Importante
marco nas vendas da indústria ao varejo, o SICC se consolidou também pela força
de atrair grandes indústrias. Dados do IEMI (Instituto de Estudos e Marketing
Industrial), parceiro da Abicalçados, apontam que as empresas que participarão
do evento respondem por cerca de 84% de todos os calçados e acessórios
produzidos no Brasil. “É um percentual bastante alto, que mostra a
representatividade que a feira alcançou no cenário brasileiro”, destaca
Frederico Pletsch, diretor da Merkator Feiras e Eventos, empresa promotora do
SICC.

Para
este ano, a estimativa é de que as indústrias brasileiras de calçados produzam
mais de 900 milhões de pares, mantendo o país como o terceiro mais produtor mundial,
atrás apenas da China e da Índia. A maior parte dessa produção, acima dos 85%,
será concentrada no mercado interno, e quase 70% é de calçados para a estações
de primavera e verão, foco do SICC. “Essa configuração da produção nacional
mostra que o consumo interno está aquecido, o que amplia ainda mais as opções
de compra para o lojista. A indústria brasileira está produzindo para
satisfazer o consumidor brasileiro”, ressalta Pletsch.

A
importância do evento se estende à economia brasileira. A indústria calçadista
é responsável por empregar 3,6% da força de trabalho do país. Nos últimos anos,
estima-se que o setor tenha investido, anualmente, R$ 669 milhões em máquinas,
tecnologia, parque fabril e estrutura. “Em um período considerado de crise, com
aumento do desemprego, o desempenho do SICC, que é uma das maiores feiras de um
setor tão representativo, se torna ainda mais importante. Esperamos boas vendas
e um bom desempenho”, destaca o diretor Merkator.