Cláudio  discursando ao lado de executivos

 
  

A16ª
edição  do Dragão Fashion Brasil 2015/2016, o maior evento de moda autoral
do País, começou no Terminal Marítimo de Passageiros do Porto do Mucuripe,
em Fortaleza.   Neste ano  traz como tema “Mãos à obra, mãos à
moda” para falar sobre a força da união. Para o idealizador e organizador do
DFB, Cláudio Silveira, a moda é um bem precioso para a economia e ajuda no
desenvolvimento do Estado, sendo um dos polos geradores do mercado da moda
nacional. ”Hoje o Ceará reúne mais de´1.700 empresas formais do setores
 têxteis  e confecções, são mais de 118 mil empregos gerados pelo
trade. Somente no  ano passado,  a indústria  da moda faturou
mais de 11,4 milhões de dólares. Nosso Estado está entre os três maiores polos
calçadistas do Brasil, junto ao Rio Grande do Sul  e Paraíba com uma
produção anual média de 63 milhões de pares por ano. Desde a nossa primeira
edição em 1999, é no DFB, que todos  estes números se encontram e mostram
toda a verdadeira  força da indústria da moda o Ceará” enfatizou

 
Sobre os
desfiles, Claudio garantiu que as passarelas vão estar focadas100%  em
tipologias artesanais .” Esta edição 2016, marca um novo momento para o evento,
a começar pelo espaço marítimo .”Fomos convidados pelo  Governo do Estado do Ceará, para abrir as asas do Dragão, neste fantástico terminal marítimo de passageiros. No ano passado recebemos mais de 25 mil pessoas. Neste ano, mesmo com o fantasma da crise, vamos apresentar 32 desfiles, do mais alto nível misturando grandes nomes da moda brasileira, talentos emergentes e apostas de novos criadores, pois descobrir e estimular novos talentos, sempre foi a missão maior do DFB. As duas salas ganharam padrão internacional,  de iluminação ,com espaço  para 1000 pessoas O Dragão Pensando Moda, uma co-realização com o Senac Ceará, divide sua agenda com palestras, cursos e workshops, no Sesc Senac Iracema ,tradicional ponto de capacitação em design e moda de nosso Estado. Nesta edição promovemos um intercambio  de vivências entre profissionais do Brasil e Argentina, além de mesas redondas focadas no negócios de moda. È no auditório Senac que iremos exibir , no sábado, ás 17 horas, o documentário Fortaleza dos Dragões, um documentário sobre a moda brasileira. Desde o ano passado o  Ministério da Cultura  passou a adotar a moda como  componente da cultura nacional, uma luta em que o próprio DFB  assumiu desde que foi criado há 16 anos atrás” explicou

 

 No próximo ano o DFB tem uma nova etapa:promover as conexões  entre a moda autoral brasileira e as diferentes tipologias criadas em toda a América Latina. “É o primeiro passo,é um projeto  Mano a Mano, que iremos apresentar e irá promover o intercambio  entre criadores do Brasil e da América Latina.Quero agradecer as instituições que acreditam e investem na moda brasileira”. disse. O evento conta com o apoio e/ou patrocínio do Governo do Estado do Ceará,Riachuello Coelce ,Sebrae ,Senai,Prefeitura de Fortaleza (patrocinador),Canatiba,Senac e Santa Clara

“Este tema “Mãos à obra, mãos à moda”, caiu como uma luva. Sem a força dos meus patrocinadores e apoiadores, este evento não existiria. Só tenho que agradecer a eles .Fazer um evento no meio de uma crise e mostrar que quem tem respeito pelo próximo, coragem  e  luta por  um ideal, consegue fazer e concretizar melhor ainda. Unidos ,com as mãos dadas mostramos a força de nosso Estado e concretizamos o nosso trabalho”‘ concluiu

 

 

 

No DFB,
além dos lounges  dos parceiros  há  eventos de gastronomia,
exposições e apresentações culturais e artísticas.  Vale a pena conferir..